SUBSÍDIOS E EIXOS PARA REFLEXÕES PARA METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS “Projetos como sinais estratégicos de resistências da vida natural sustentáveis – Termo epistemológico e científico”

I – INTRODUÇÃO

Desenvolvimento científico e acadêmico em suas epistemologias, este SSAN, como Projetos: Estudos de objetos; Temáticos – Problema ou soluções investigativos, e ou aplicativos pós teorizamos para construção – Constructos práticos de retornos em suas bases de “clientelas” comunidades – desencadeantes de problema – Soluções aplicabilidade de entornos científicos correlatas de respostas em suas hipóteses e probabilidades diretivas possíveis detectáveis .

II – DESENVOLVIMENTO

A desconstrução de políticas públicas presentes, e futura sem perspectivas a priori ainda em branco – Aberto ou preto(Problemas graves – Sócio – políticos). Urgentemente a serem reafirmadas ou confirmada para projetos e pesquisadores e sociedades e comunidades, para:

a) Projetos alternativos tecnológicos – Sustentáveis como científicas e naturais saúde – médicas e nutrição;
b) Projetos em construção de soluções científicos Sócio – políticas em respostas objetos e/ou temáticos in clientelas e comunidades;
c) Projetos escapes de sobrevivências pelos “captantes de lucros investíveis” de retorno para suas bases comunitários, e ou ambientes;
d) Projetos em adiantes faces compatíveis niveladas em paralelos em anelos científicos produzidos com a resistências SSAN ;
e) Desafios e seus afunilamentos e fechamentos cada vez, mais de SSAN – Sustentáveis e mais fomento de ciências por :Paralelos , circuitos e anelos.

2.1. INFORMAÇÃO : APRENDIZAGEM , CONHECIMENTO E COMUNICAÇÃO – PROJETOS
Investimentos 100% em “educação e eixos paralelos e intrínsecos:

a) Antídotos para combater as contradições de Mercado – Negócios mais crescentes em desalinhos regulares, para desenvolvimentos e avanços sustentáveis e em equidades políticas e científicas(Teóricos e práticos);

b) Experimentos otimizantes difundidos regionais internos e internacionais externo: Ex: . Laboratórios horta sustentáveis – Projetos Fazenda com políticas em SSAN:  Com meios de produção em comunidades, com pesquisadores em suas alavancas de referências estratégicas; Agriculturas agroecológicas, com bases naturais e técnicas possíveis de Capitalismo sem equidades lucrativas exageradas e exploradoras;

c) Equilíbrios Sustentáveis – Políticas públicas – Eco sustentáveis;

d) Produtivíssimos, tempo e experiências rígidas e ciências/pesquisas e experimentos otimistas de respostas( Difundidas em ciência cidadã IV ENPSSAN), Wittman, H, 2019).

3.0 Prospectos teóricos para discussão e diálogos para projetos práticos – Agroecologia:

a) Dialogar com o meio de produção com bases opcionais do Capitalismo, sem a ótica lucros pelos lucros;

b) investimentos de interesses 10% voluntários e discentes/Alunos etc.;

c)Comercialização em bases locais e entornos de estudos e pesquisa para negociar outros/ e ou comunidades, e focos temáticos agroecológicos;

d) Comércio de produção intelectual científica comunitária de recursos de informação para difusão;

e) Relações diversidades com as comunidades e focos;

f) Projetos de tradução línguas e difusão de produção científica por Projetos – Campo – Pesquisadores de referência maiores, e outros; para livre acessos;

g) Aberturas “ espaços experimentos – Agroecologias com receptividades para visitantes e seus aspectos e interesses para projetos;

h) Projetos vigorantes e promissora por referencial, vivências em meios as diversidades.

CONCLUSÃO

As bases referenciais situados como subsídios e eixos elencados nestes princípios adensados e abordados a priori citados, e futuras investidas, praticadas em suas áreas: Saúde – médicas e nutrição SSAN, em projeções prévios : a) Experimentos otimizantes em agroecologias – Fazendas, e outros; b) Reflexões sobre: Estatísticas – FAO; c) Direitos DHANA em violações; d) Inversão de valores éticos e morais; e) Projetos inviabilizados para orientações; f) Quantificação de controles resultantes otimizados; g) Direito a comida, com políticas públicas com mais qualidades e menos lucros, para acessos básicos quantitativos e nutricional por adequados, pessoas acessíveis; h) Otimizar políticas públicas fracas e frágeis, como também extremidades de suas ante políticas; i)Economias em crises e reflexos de projetos agroecológicos otimistas, livre acessos; j) Diaporativismo, para princípios da ótica cultura e histórico – “ Diáspora da fome”; l) Perspectivas e aplicabilidades – Agroecológicas em meios urbanos – SSAN; m) humanização da pesquisa e consumidores; n) Questionamentos frente projetos urbanos – Agricultura urbana [Centros e periferias], com menos focos de consumo pelo consumo Orgânicos – Técnicos e trabalho de plantio sustentáveis: Poderes de influências(Consumidores e comunidades); Sistemas econômicas , rendas e dispositivos do lucro, atravessadores; p) Povos indígenas em políticas públicas em desconstrução – Agroecológicas e naturais de subsistências comunitárias e familiar. E em sequenciais questões futuras para sintetizarmos por antítese: Incrementos subsidiárias de possíveis polarização de democracias, com às transformações gerais em SSAN , com eixos para não linear e mecanicistas”. Com perspectivas em endereços – Linhas de aplicação: Contextos reais e com mecanismos sociais(Sem regulações de legis – possíveis), com mais a forças políticas e tecnologias a serem, por impulsos absolvidos e conhecidas populares, hiper difundidas em aprendizagem e conhecimento; Adequações e adaptações possíveis em sistemas In locos, e outros prospectos e equitativos e equacionalizantes; Acessos de pesquisadores em bases de diversidades de línguas no mundo, para subsidiarem estudos e investigações, com experimentos e difusões disseminadas – Inclusas a todos.

[Jusenildes dos Santos. SUBSÍDIOS E EIXOS PARA REFLEXÕES PARA METODOLOGIAS DE DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS “Projetos como sinais estratégicos de resistências da vida natural sustentáveis – Termo epistemológico e científico ”University Europeia Atlantic – Ibero americana. TI . Teologia e política- FCP. PENSSAN – FIAN . Docência prática – UFG, 2019].

 

Publicado por

jusenildes

Pesquisadora Ciência da Informação - TIC digital Aprendizagem e conhecimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s