Tópicos e percepções – TICs: Ação estratégicas, Gestão SSAN: Compartilhamento de conhecimento com perspectivas (MCTIC); Eixos práticos C.T – Carnais alimentadores: CO; CS; CN; CNE e CSE [Universidades – Projetos subsídios para: Aprendizagem e conhecimento]


1. Introdução

O encontra – se o ENPSSAN na ênfase da IV edição, invade desafios gritantes de respostas e sobretudo de avaliações em suas políticas de ativas de evidências, por confirmar existências perante autonomia enquanto e entidade agremiadora de profissionais atuantes em continuar e avançar perspectivas e face as correções necessárias básicas que seus eixos diretivos de execução: Conselho e categorias de conectores de extensão funcionais, como: a) Ação executiva; b) GTs – Grupos temáticos ; c) Produção cientifica literária(Formatos e disseminação) e d) Perspectivas em novos carnais e vínculos inovativos de políticas públicas mediante a conjuntura atual, carente de novos entornos e direções compartilhadas frente a entidade “ENPSSAN” e sua constituição oficial presente e; profissionais vinculados e ações junto à comunidade acadêmica e cientifica. Neste buscaremos tecer alguns tópicos e percepções básicas colaborativas, na perspectivas de TICs: Estratégias e gestão com contornos de: Aprendizagem e conhecimento, como referenciais de informacionais de fontes recuperadas in loco, sob contribuições em dinâmicas: 1) Apresentações de políticas e projetos funcionais e extensivos de bases centrais por região – Gestores; pesquisadores; representantes institucionais e discentes basicamente; 2)Discussões em grupos e apresentações e orais individuais experiências (Ativa Goiânia, como um foco de estudos e investigação, área de concentração: Projetos. Em uma perspectiva de recursos auxiliantes e ferramentas pedagógicas e interdisciplinares.

2. Desenvolvimento

2.1 – Ação – Projetos: SSAN (MCTIC)

• Projetos funcionais existentes funcionais e políticas públicas – Redes dentro de C& T;
• Experiências in loco com as universidades e profissionais;
• Atuação de coordenações e gestão e sincronização;
• Aspectos restritos de planejamentos e controles mapeamentos.

2.2. Inovações e práticas: Projetos

2.2.1 – Extensões de formação e novos carnais

Formação de professores em países da Língua portuguesa: EAD como modalidade WWW em metodologia por módulos e com aceitação na perspectiva de 630 ( seiscentos e trinta) colaboradores e participação: Formação de professores e pesquisas, tendo como estratégias multiplicadores: Curso de aperfeiçoamentos e ou especialização como frutos resultantes desencadeadores e disseminadores dos mesmos, como ênfases de futuro promissor.

2.2.2 – Políticas de distribuição de investimentos

Restritos com perfis e seleções, onde os carnais de divulgação, apresentam dificuldades de expansão inclusão de contornos diversificados, se baseia em critérios de projetos a serem subsidiados aos proclamem editais de encaixes – formatos das políticas públicas direcionadas, com números restritos agremiar universidades e suas regiões em diversidades. Não satisfatória para demandas grandes, cumpre apenas políticas institucionais governamentais e eixos de seus Estados (Média 09 projetos em x ou y contextos escolhidos). Para investimentos em C &T, em políticas de desenvolvimento dos e fontes e carnais básicos de pesquisa, tímido e pequeno para resultados em resultantes para SSAN, na perspectiva de MCTIC e entornos futurados principalmente, pelos eixos do paradigma: Sociedade e informações e desafios das TICs perspectivas digitais.

2.2.3 – Plataforma – MCTIC

Desenho principal de disseminação mais popular digitais e suas funcionais em mecanismos com parcerias e sincronização com: Redes, Bases de dados, repositórios Warehouse; e carnais com aberturas para banda larga; moveis acessíveis por desafios. As regiões mais distantes, pouco acesso mínimo, pelas ausências de desenhos e arquiteturas de expansão de políticas novas políticas redes de redes e satélites de satélites em carnais de projetos abertos em parcerias mundiais, visto com muito temor em políticas governamental, e com ausência de investimento, uma similar embate com a concorrência: O mercado de negócios e seus objetivos diretivos, e lucros sem embasamentos de consistentes contornos de futuro negro, sem produção de conhecimento, como dialógica estratégias : C &T e universidades e outros, para afirmar suas comunidades.

2.2.4 – Dinâmica temática

A proposta de difusão da política – SSAN (ENPSSAN) presente e seus funcionais carnais (MCTIC e perspectivas). Disseminação da informação da Arquitetura digitais /editores de leitores sistemáticos de projetos e funcionais outros TICs e um desenho de suas fontes de colaboração participativa para abertas para inovações. E grupos de pesquisadores e regiões e experiências.

2.2.5 – Recursos TICs, ferramentas pedagógicas: Usualidades

• Recurso e auxílio pedagógico assistente;
• Aprendizagem imersiva como recurso auxiliante didático inovador: Simultâneos com câmeras, note…tablets…Plateias acompanhar.
• Projeção de Slaíds, como manuseio funcionais visuais;
• Programas de assistências: Navegador Charme- Google (Família Microsoft); Familiar -de trabalho auxiliar em SI – Point P.
• Assessoria executiva – “Trio Soluções de eventos”. Com domínio de apresentações, sem acidentes de ausências de domínios.

2.2.6. PENSSAN – Propostas e Feedbacks – Discussão/Reflexão (Governança)
Distribuição em pontos eixos, com 04(Quatros) a frente:

a) Diretrizes futuras? Síntese – Sistematização;

b) Estratégias e ferramentas – S.S – Conhecimento; c) Objetivos/Métodos/Temáticas /Áreas prioritárias ;d) Dificuldades para PENSSAN e resultantes em aproximação. Estimação de tempo: 01(uma hora), e apresentações por síntese e colaborações de grupos membros.

2.2.7 – Interdisciplinaridades e TICs

Buscar suas aplicabilidades exigentes e necessárias para responder aos apelos auxiliantes, enquanto recursos dinâmicos. Para publicações e compartilhamentos acadêmicos, como plataformas e outros. Pelas plateias presentes…sistemas tradicionais de anotações…

2.2.8 – Colaborações participativas e contribuições – “Grupos por regionais centros”

Os grupos cumpriram seus trabalhos e colaborações:

a)Agenda temática(Infraestrutura com espaços e ambientes/Equipe; Continuidades de editais; Sistematização dos ENPSSAN; Previsão dos orçamentos da Rede; Inclusão de novos grupos; Certificação da participação; Acompanhamento; Divulgação dos editais; Eventos conjuntos PENSSAN e Fortalecimento eixos centrais e SIGs;

b) Melhoria da disseminação – produção científica e livres; Seminários; Produtos científicos – vídeos e outros; Cursos formação para uso mídias; Outros carnais de acessos; Criação de arcabouço para resultados de projetos; Formação do uso da plataforma virtual – curso EAD para governança; cartilhas manuais ; Fortificar a plataforma e fomento; Vídeo conferencia dos gestores pesquisadores(Aproximação); Criação de editais para fomento da pesquisa SSAN;

c) Diretrizes definidas SAN com ênfase em sistema alimentador e territórios; Temáticas : SSAN; Estratégias: Assessoria e suportes de referência – áreas ; Sistema alimentador On line como sistematização estruturado;

d) Sobrecarga de atribuições e atividades; Recursos financeiros e humanos; popularização do conhecimento (Literatura de cordel); Articulação; Editais não contínuos; políticas públicas povos tradicionais; Aplicação da modalidade EAD povos tradicionais; Aplicação da modalidade EAD em todos os projetos e em todos os projetos e eixos diretivos, diretivos os de governança.

CONCLUSÃO

Na perspectiva da temática geral de eixos de ligação; conexão e reflexão: “Paradigmas e desafios para ciência cidadã em SSAN.” E na trajetória temáticas por fases e módulos propostos (Implícitos oficinas) por dinâmicos de fontes informacionais metodológicas digitais, e em tópicos e percepções avaliados e seus subsídios resultantes. Temos embasamentos de contextos avançados de estudos e investigações de que poucos avanços em SSAN e no próprio ENPSSAN na proposta como entidade autônoma, e que houve regressão de III – ENPSSAN Paraná e perspectivas Goiânia, em pontos cruciais (Chaves – do ENPSSAN). Em relação aos paradigmas: Ausência de que se conhecia,  firmes eixos da Conjuntura e realidade,  seus determinantes políticos públicos, principalmente em relação a causa principal: Diminutivas políticas da máquina estatal governamental de seus Órgãos divisores e multiplicadores de conhecimento e pesquisa com seus profissionais e gestores; Consequências futuras; O que fazer e como? Em incisos consistentes desde,  é que existem contradição da afirmação da informação difundida sobre dados sobre ao País conectado à Internet e suas políticas em estatísticas de 70% da população conectadadas. Em considerações em TICs, que nível de análise existe em relação retornos e trabalhos e disseminação da Informação com perspectivas cruciais: Acessibilidades; Domínios de ferramentas e recursos mínimos existentes e ao alcance e novos; Ausência de conhecimento sobre mudanças de políticas em sistemas de armazenamentos da informação, mesmo dentro de universidades – Repositórios em nuvem – Autentics; Ausência de projetos de Cooperação interna com áreas departamentais e coordenações de tecnologia da Informação e digitais; Interdisciplinaridades para desencadear investigações em pesquisas e conhecimento para avanços ausentes em SSAN com TICs; Ausências de parcerias e articulação domínios em TICs; Ausências de presenças profissionais em SSAN com formação em TICs – Gestão e estratégias das mesmas para políticas públicas. Os desafios futuros: a) Avanços para carnais exponenciais produção e conhecimento em eixos afluentes: Aprendizagem e conhecimento, para domínios em TICs e suas tutorias e desenhos propostos para conhecimento; b) Contribuições e contrapartida em articulações e parcerias interdisciplinares; Rede aberta Ibero e outras frentes de conexões; Carnais abertos em projetos in Loco de colaborações TICs e outros paralelos básicos; Políticas públicas internas de externas em publicação acadêmicas: Suas entidades de Informação e comunicação – Cientistas – CI Pesquisadores; Pesquisadores em Mídias de comunicação, e etc. Em foco de uma antítese: 100% Educação e eixos para avanços do conhecimento e sua popularização e inclusões verídicas de seus exponentes difusores digitas e sustentáveis Contemporâneos – Produção do conhecimento e popularização e seus cordéis literários e outros diversos e paralelos com seus anelos – TICs simples ou sistematizados com suas sínteses – Blogs, sites, sistemas sincrônicos e outros. É fato e questionamento avançar em conhecimento e aprendizagem em TICs, não deixaremos áreas cruciais: Humanas, Saúde públicas em SSAN; Médicas e formatos disseminativos da informação. TICs, é avanço de arte… E recursos e ferramentas pedagógicas auxiliantes em pesquisas, ensino e formações diversas modalidades em educação.

[Santos, Jusenildes.,(2019). Tópicos e percepções – TICs: Ação estratégicas, Gestão SSAN: Compartilhamento de conhecimento com perspectivas (MCTIC); Eixos práticos C.T – Carnais alimentadores: CO; CS; CN; CNE e CSE [Universidades – Projetos subsídios para: Aprendizagem e conhecimento]. TIC – projetos . University Europeia Atlantic – ES. Ibero americana – Br. Teologia e política – FCP. Docência pratica, Goiânia – UFG ENPSSAN 09 a 13 de setembro de  2019. Goiânia]  University Europeia Atlantic – Ibero. TI. Membro PENSSAN – FIAN – ENPSSAN . Teologia e política – FCP. Docência – Práticas U F G – (Estudo e análise eixos TICs) 09.09.2019].

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL – DADO DIGITAL – Ao alcance de manipulação próximo e a distância “ “Informação e comunicação”

I – INTRODUÇÃO

É Informação, dado digitais, armazenado em memórias por N e Y tipos determinantes, e formato de linguagens e leituras possíveis : Codificadores e descodificadores também. A percepção é conhecimento, numa nova linguagem, aspectos neuropsicológicos, linguísticos, codificantes, descodificantes, com referenciais inovadores em: a) Epistemológicos dos conhecimentos em áreas disciplinares com conectores e conexão de aprendizagem lógicos; b) Codificantes coeficientes algoritmos; Leituras e interpretação de cálculos e equações matemáticos; Espaços de estudos, e referenciais comparativos adicionantes de formulas; c) Consultas de referenciais bibliográficos existentes lógicos, algébricas, cálculos, e etc. Consistente que é um carnal de informação e comunicação de abertura e talentos racionais de lógica, para virtualizes e dons, mínimos preparados, exigem caminhada, e sistemáticos aplicabilidades e métodos de exercícios infinitos direcionados, e outros em circunstâncias de experimentos, a linguagem algoritmos, linguagens de programação etc. De certeza, é diferente o referencial de aprendizagem para o conhecimento, usando interfaces e eixos de ciências da computação, usando e outros, como informática e manipulação e controles, processuais e processamentos, desenvolvedores de SI, e Softwares. Essa leitura do comporto IA – Dados digitais e aprendizagem do conhecimento – Informação e comunicação. Iremos adentrar, algumas questões e paralelas, que verdearemos, mais profundamente em procedimentos de fundamentos mais teóricos de outras referenciais.

II – Eixos preliminares de conexão – IA – DG

2.1. Problematização

Inicial preparatório em áreas disciplinares em ciências da computação, Informática, Engenharias de Software, análise de sistemas, e ciências da informação, e coesão tecnológica da informação e comunicação. De sintomologia de problematização, grandes profissionais didáticos, e métodos aplicados em docências introdutórias, neste referenciais programáticos de conteúdo, á nível de matemáticos, e com testemunhos, 90% do discentes(alunos), neste teores disciplinares tendem por comportamento adentram e desenvolver em processo, com carga (bagagem preparatórias em memória e conhecimento, e por sua vez, PF – Princípios fundamentais, perfil como facilitadores de absolver linhas otimistas de introdutórios: Cálculos I; Álgebras; Lógica, Algoritmos; E etc. Tem grande problema, e dificuldades deles(discentes), e nestes e doutores disciplinares. E neste abrimos, concisos em tônicas de discussão, porque, onde encontra-se ápices iniciais, ou conectores litigantes e ensino superior que alcance otimização, em exercícios acadêmicos básicos metodológicos rápidos , e urgentemente.

2.1. INDICADORES LINGUÍSTICOS – TÓPICOS

Básicos coexistentes de métodos e aplicabilidades, sem urgências, mais galgantes interdisciplinares coligantes preparatórios – Leitura de interpretação de dados lógicos codificadores e descodificadores de linguagens para digitais.

2.2. Linguagem de dados – LABs

LAB/práxis para facilitadores, exercitar; práxis , manipular iniciais coeficientes litigantes e conectores, com eixos que ligam e abrem caminhos preparatórios, que consolidam bases coexistentes, que solicitam bases consistentes, que solicitam em práticas disciplinares nestes parênteses questionários: a)Codificar Neuro entorpecedores com referenciais de memórias, são pontes cruciais de abertura, para maior domínio em produção do conhecimento prático para: a) Desenvolver questões de conteúdos bases logicais de raciocínio; b) Solucionar equações e algoritmos; c) Margens lógicas para matrizes exatos rápidas, sem perdas de tempo; d) Pontes interdisciplinares; transdisciplinares, Muldisciplinares; Pluridisciplionares – Transversais em Linguísticas e literaturas? Referenciais de apoio, nestes “laboratórios lógicas” preparatórios de recuperação e resgates terminológicos e epistemológicos de conceitos, a serem aplicados nestes referenciais de apoio didáticos de domínio em memória, armazenados – Neurais racionais/criatividades – Intelectuais.

2.3. Práxis produção de leitura

Interpretação lógicas – algarismos, cálculos, resoluções de linguagens codificantes e descodificantes em dados, são determinantes apoiadas.

2.4. Leitura de PF – Linguagens lógicas – Praxes/LAB

Bases dinâmicas de grupos externos disciplinares rápidas existentes a priori, para existentes/ indivíduo posteriores apoio metodológicos.

2.5. Referenciais em ciências disciplinares – Filosóficas , Lógicas – Leituras

Teóricos e práticos acadêmicos essenciais, com reais básicas sustentáculos , para criar coeficientes, neuropsicológicas e lógicas ao raciocínio rápido para: Leituras e interpretação lógicas.

3. Condicionantes teóricos e práticos – Litigantes Dates – Neuoridais

3.1. Possíveis terminológicas lógicas

Determinantes para uma construção de referenciais de construção de umas epistemológicas anela e conexa, preparatórios problemáticas , requer atenção as cátedras executantes introdutórias e posteriores preparatórios para alinhar formação acadêmica e profissional educacional e domínio nestas bases de aos disciplinares que puxam pelos exercícios de raciocínios lógicos memórias de armazenagens Neurodais criatividades intelectuais de resgates – exercitantes.

3.2. Carnais pluriconectores

3.2.1. Prefixadores científicos – PC e existentes insurgimentos instrumentais em pre – fixadores lógicos linguísticos .

3.2.2. Fixadores científicos – Exercitantes conectores de afluentes sufixos lógicos instrumentais linguísticos.

CONCLUSÃO

Nestes apoios substanciais por tópicos e reflexão por tópicos e reflexão, a uma percepção de que discentes, em compostos disciplinares acadêmicos letivos coordenadas/Departamentais, e planejamentos de conteúdos e referenciais bibliográficos, em suas metodologias e aplicabilidades em introdutórias em disciplinas de coexistentes requisitos pré e pós conectores racionais lógicos, por compreensão capacitantes esses de preparação existentes de 100% capacitado para aplicar e dominar disciplina adentrantes a insurgirem em apoios para domínio, requer confirmarem: a) Interdisciplinares/transversais ou introdutórias também para a sementes logicas semânticas e linguísticas numa proposta epistemológicas, nomenclaturas e terminológicas de temáticas cientificas e áreas disciplinares congregantes em conceituais prospectores teóricos áreas disciplinares a construir e em construção e outras inexistentes, ou difusoras aparentes a serem resgates. Pois suas bases déficits introdutórias acadêmicas, reclamam reposição urgentes de referenciais de aprendizagem e conhecimentos nestes patamares e paralelos apoiadoras para IA – Inteligência Artificial, interfaces patamares e paralelos e melhor interação e outras, principalmente carnais e de reformulação do ensino, para eixos lógicos exercitantes – Leituras e interpretação de linguagens pre – referenciais para aplicação á logica litigantes exercitantes em suas práticas a uma memória e produção cientifica conceitual epistemológico a temas – A questão problemáticas por mostra e uma aplicabilidade e métodos otimizantes. Enfim uma literatura recorrente – Instrumental auxílios e terminológica nas ciências que agregam áreas disciplinares do conhecimento de conjunto ao desenvolvimento e raciocino lógico. Com certeza a temática inteligência artificial, galgam alcances rápidos requisitos para formação acadêmica e eixos : Informação e comunicação para FE – Softwares e recursos de apoio para desempenhos maiores e quase 100% totais e suas somas complementares tácitos para explícitos.

Ensaio: INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL – DADO DIGITAL – Ao alcance de manipulação próximo e à distância “ “Informação e comunicação”. Jusenildes dos Santos. University Europeia Atlantic – Ibero americana. TIC. Teologia e política – FCP. Docência de práticas – UTP – CLEI, 2019.]

TIC – Sociedades e comunidades : em caminho equitativa e sustentável CLEI 2019 – Panamá IA – Inteligência Artificial: hiper desafios criart´s e organizacionais hiper Big Dates parâmetros : SLOIA – Latino americano organizacional inteligência artificial [Uma leitura perceptiva em tópicos TICs. Sede e aberturas para discussão – Práxis – Aprendizagem e conhecimento Contemporâneos]

I – INTRODUÇÂO

A conferência de interpelações povos Latinos americanos – CLEI 2019 em propôs – se enquanto sede em comunidade Panamá, por evento anual evidenciado organizado pelo Centro e Comitê de apoios e agregadores: Pesquisadores, profissionais, discentes, graduantes e outros. Por setores dinâmicos, num formato Fórum para diversidades de tematização geral e especificas – Tecnologia da informação e comunicação. Discussão e colaboração participativas IN loco em seus objetivos de estudos e propostas por câmaras – Temas, redirecionados para as áreas de ciências TIC: Pesquisadores em exercícios de Ciência da computação; Sistemas de Informação, analistas de sistemas, e outros congregantes, e adicionando a realidade, diversidades importantes situacionadas, e ou diretas as mesmas – C&T, encaminho e avançadas ou inovadoras, perspectivas de mudanças equitativas, quando solicitas para mudanças e transformações. Nestes infinitos em sincronias e feedbacks informacionais comunicativas práticas: Estudos e núcleos de pesquisa; Discursivas; Ideias: Práxis; Experimentos e produtos – FE; Resultados; Comunicações; Negócios e Consultas e Atualizações de abordagens; Avanços e comunidades; Inovações TICs; E etc. Contextos presentes – Evento, sob tutorial de programação com parâmetros dinamizados e sistemáticos acessos a toda comunidade – CLEI: Conferências abertas assembleia iniciais; temáticos em Workshops, Tutoriais, Painéis; Grupos de trabalho; Stands; Espaços e ambientes; E etc. Sede Panamá – Capital City, 30.09 á 04.10.2019. Infraestrutura orgânica local, particulares de conjuntos de parcerias e agregações de interesses compactantes e conexos central: Simpósios; Concursos; Congresso em considerações metodológicas – Temas. Sob prospectos de modalidades On line conferências intrínsecas…Consideramos, que confirmaram compromissos de toda comunidade e membros anexos, com: Desenvolvimento TICs, aprendizagem e conhecimento, interesses impactantes as sociedades – latinas Americanas, principalmente Panamá e outros de apoios: Acadêmicos – UTP; Institucionais; Pesquisadores; Profissionais; Membros de execução; e Discentes, atentos e centrados, para evento sede, consistentes aos apelos e eixos Informática e computação. Firmes em abraços a construção litigantes com conexão e anelos com avanços equitativeis sustentáveis . Com a cadeia da vida e seres vivos, centralizando a humanidade com C&T, na vinculação de educação e eixos disseminativos de informação e comunicação com formação – SER, em alinhos as tecnologias e eixos de transições dinâmicas e adaptações a transformadas em : a) Apresentações em abordagens temáticos; b) Apresentações de projetos de trabalhos práticos e teóricos; c) Conferências – Mesa temas abordagens submetidas a comunidades de pesquisadores; d) Pesquisas e núcleos organizacionais e institucionais; e) Discussão temáticos; f)Reunião de execução; g) Stands e mostras; h) Projetos PP – C&T em câmara temáticas; i)E, etc. Consideradas que produções do conhecimento enfatizados e evidenciadas, são pós subsidiadas e auxiliantes para pesquisas e avanços acadêmicos, infindos por pesquisas e estudos, seus constructos profissionais e interesses de trabalho. Apoios para modalizantes e metodológicos a cada projeto educacional acadêmico e outros provenientes adensantes compactáveis. Bases em para o da formação humana especificamente, utilizantes de FE – Ferramentas e recursos auxiliantes pedagógicos – TICs. Ressaltamos, que objetivos estes, antecedentes e presentes, foram e serão pontes e eixos cruciais, importantes para discussão adotantes e disseminação locais difusões a inclusão.

II – Conexão e Equidades sustentáveis

2.1 Inclusão do conhecimento: Em aprendizagem futurantes

2.1.1. Centro – Sede, considerada adição de mostra PP de uma logística experimental Latina americana inovada, e seus apoios e projetos da Sociedade e comunidade governamental otimizantes compactáveis práticos em caminho, e a caminho conexas e equitáveis sustentáveis a C&T; Alinhos apresentados, em objetivos litigantes CLEI, denominadores em comuns, e também seus desafios conflituais por déficits, consciente, de possíveis reconstruções e construção;

2.1.2. E pós conclusão evento, difusão em fontes informacionais e carnais de comunicação e informação, em publicações digitais e tradicionais e por edição em parcerias colaborativas, de bases de dados e avanços em conhecimento e pesquisas. Aos segmentos de interesses em sociedades e comunidades outras de áreas disciplinares em conexão. Compartilhamentos, sincronias e colaborativas participantes de membros e aderentes ou adotantes, (discentes pesquisadores), imprescindíveis para futuro diversos e amplos a pesquisadores e outros, paralelos e em ações ativas á conjunto: Interdisciplinares, multi; pluri e Trans.; principalmente novos entornos epistemológicos e terminológicos com suas nomenclaturas lógicas, teóricas cientificas – CLEI;

2.1.3. Carnais alargantes difusos de oportunidades de trabalhos e empregos TIC em T & C, em diversos campos e projetos;

2.1.4. Aberturas de espaços agregadores, abertos de conjuntos, e paralelos, anexos com a vida e em desenvolvimento da comunidade CLEI e sociedades Contemporâneas , desde e reconduzentes, diante de seus impactos tecnológicos insustentáveis . Desalinhos econômicos políticos e sociais humanas – RH e perspectivas, sob trajetos provindos de sementes de ligação e proeminentes disseminados de apoios. Referências de Parques tecnológicos e segmentos indústrias, comércios – Negócios inovadores e apoios aos investimentos e setores de serviços, considerável carnal desenhados para desenvolvimento. Consequentemente apoteoses para características bases: Agilidades e ágeis com propensões de equidades operativas e processadas capital humanas, e com acompanhamentos NEW Wall de otimização de seus serviços: Informatização; Automatizantes; Robóticos; Sistemas de informações etc. Um exigido paradigma para equidades – Homem e máquinas com seus conexos autômatos e informáticos com SI, e FE e recursos por produtos digitais. Nunca a substituição por otimização de trabalho, a ser em alinhamento por conexos conjectures de auxílios e trocas de forças, racional e lógicos de controles e mapeamentos com monitoramentos, e capital humano. Introjetar errônea concepção do investimento/rendimento lucros mais tecnológicos X investimento capital humano sem mais % elevantes de superação, e uma equidades, por seus déficits;

2.1.5. Compromissos orgânicos e institucionais públicos e privados concessões, em segmentos , para empreendimentos e negócios, por PF – Princípios fundamentais e missão empresas – Éticos e morais implantados, pela verificação regular e valorização de seus profissionais e parceiros, com apoios outros. Executiva pontual GRHs, que dinamizas PP in locos e subsequentes avanços e eixos agregantes;

2.1.6. Motivações de investimentos e avanços a pesquisadores, e em seus coeficientes correlacionais objetivas centrais, em paralelos “E == S”, e comuns, em conexão;

2.1.7. As inovações projetáveis T & C em TICs, referenciais PP, alinhados a suas diretrizes e carnais de constructos e para reconstructos, e reversos, compromissos presentes e firmes da comunidade e seus membros e adotantes e outros profissionais, como entornos de metodologias e métodos experimentos a formação e aprendizagem e conhecimento. Povos por sociedades e comunidades de diversas culturas a serem introduzidas adensações temáticas e áreas disciplinares do conhecimento em cadeias de vidas, comportamento antropológicos e referenciais de emprego e renda e suas situais locais de meios produção e conexas. Missão compromissam ético e moral profissional, consigo e outros a disposições, enquanto cidadão, suas realidades ativas: Gerais; especificas e extensivas;

2.1.8. Povos Latino-americanos e comunidade, oportunizem se e abram perspectivas a comunidades principalmente migrantes nas Américas e centros com polos perspectivos de desenvolvimento de construção de vidas e famílias postulantes de projetos otimizantes a colaborar e participar. Uma segurança importante e cruciais, de recuperação aos estados de migrações, devidas seus déficits PP residuais nacionalidade, e conflitos infindos, de atrasos aos PDH – Projeto de Desenvolvimento Humano;

2.1.9. Alargar e considerar abertos caminhos, e imprescindíveis para inclusão e culturas, e recondução a desalinhados e desconexos, indiretos de carnais litigantes em – PPDE Políticas públicas em Desenvolvimento Econômico – social de uma Nação. Preâmbulos da Comunidade – ONU Nações Unidas e Representações de chefes de Estado da cadeia secretariada setorial. Com objetivos Internos e Externas Internacionais e pelo Fundo e planejamentos de cunho considerações cientificas e tecnológicas sustentáveis, para o equilíbrio planetários e suas Nações – Países em suas conexões e eixos – A exemplo Carta de Paris;

CONCLUSÃO

Mediante referenciais e reflexão, toda conexão de extensão e formação, congregando e adicionando colaborações participativas, não citantes acima, mais contributiva e não ausentes, imprescindíveis , carnais humanos de pesquisadores em suas propostas de câmaras diversas, observadores em pesquisa e profissionais que comprometidos e atentos CLEI e sede com seus reflexos, enquanto possíveis, pela Conferencia Latina americana, e outros entornos conexos, que sinalizaram e continuará com pontos a serem acoplados e ampliados em suas temáticas e contínuos eventos consequentes – Sedes, para discussão, e contextos documentais de conclusões e perspectivas – Tecnologia da Informação e comunicação e áreas disciplinares e pesquisas C&T. Considerando indicadores positivos suas câmaras temáticas e outros, para: Projetos de trabalho; Pesquisa e ensino; e extensões diversos com seus afluentes de pesquisadores. Avanços e inovações bem vindos com seus coeficientes alinhados e em alinhos conexos “E==S” – Equitables sustentables, uma PP exigente da comunidade inserida em suas Sociedades Contemporâneas, para confirmar a missão e objetivos primordiais também e sobretudo – Arte da Tecnologia da Informação e comunicação e avanços para humanidade. Precisamos unimos conhecimentos e aprendizagem em seus diversos formatos e pesquisa e métodos, para cada vez, os humanos tornarem capazes de alinhar TICs a sobrevivência e suas necessidades e soluções, para uma afirmação de cadeias de vidas conexas, e anelamentos sem predação inconsistentes e persistentes, mais cadeia mutação e preservação e reparações. Precisamos absolver, os contextos da criatividade da Arte, desde suas gêneses das técnicas e seus artifícios artesanais, processo as tecnologias e ciências a favor do homem e natureza. Um considerável aparo ao equilíbrio: Corpo, Alma e espírito em cadeia.

[Reflexão:  Santos, Jusenildes Dos., (2019). TIC – Sociedades e comunidades: Em caminho Equitativa e sustentável – CLEI 2019 – Panamá – Sede e aberturas para Discussão – Práxis – Aprendizagem e conhecimento Contemporâneos. University Europeia Atlantic Ibero americana .TI . Teologia e política – FCP. Docência práticas – Pesquisa CLEI 2019 – UTP, Panamá].

Escolhas e acolhidas ao amor! És o Espírito do Senhor, Jesus reaviva e batiza – Os. No Pai, Filho e Espírito, a 2ª união na mutualidade permanente de matrimônio. “Batizai – Os, Santo nome do Senhor!”

 

“Família é o âmbito não só da geração, mais do acolhimento da vida que chega como presente de deus, (Papa Francisco, 166, A.L, 2018) “

Oh Senhor!… É bom, saliente e gracioso sermos lembrança e harmonia de muita paz. E a buscar-se, individualmente e formamos a vocação Divina, e acolhidas ao Estado do matrimônio, aos que acolhem, e se percebem, ater estimas vocacional, que somente a caminhada afetiva de relacionamentos de vida e partilhas de dois – Homem e mulher, na graça de sermos filhos (a) do Senhor- Tempos de enamorados . Que somente tempos de formação no Senhor e conhecimento em Deus, e neste formamos no sublime de chamado ao casamento – Vida a dois e família. É preciso termos formação em si e no outro(a), não importa quando estaremos cronológicos, mais aptos, pois depende de cada um(a), saberemos o momento, com mais segurança. Discernimentos, acolhida de enamorados e maduros no chamado, e formação com maturidade, que não significa qual o “tempo”, mais seguros e abertos. E acolhem -se ao coração – Aquele(a), que o Senhor olhou para nós, e o coração nos olhos da fé – Sim Senhor, chegou o tempo de graças, é o momento. É gracioso, a dádiva do amor, dar-se amar, na gratuidade, aos que creem, e testemunham sentidos de felicidade eterna, não se chega, sozinhos ao reino dos céus, que iniciamos a caminhada neste… de vidas. Não correr, onde não existem formação e consciência do Estado, mesmo com as pressões sociais impostas aparentemente, não se deixem por aderir, pelas aparentes oportunistas, sem formação na uma caminhada e , são mentirosos e oportunistas, armadilhas para um matrimônio decisões discernidas, práticas EE, de uma espiritualidade dos Cristãos, um plano Divino. Sem contornos essenciais de amor e divinamente, torna-se por infusas considerações, e mentiras, e os tempos enganosos, de os “fico instantâneos relacionamentos”, sujeitos e decisões errôneas achegam – se, por apoteose de intemperes futuros. A concepção de tempo de uso do outro (a), em Estado de vida caminhada – Casamento, não existem. Finales de vida a dois, sem construção no amor, mais de objetivos e “sucessos individuais, sim, pois pretensões não foram de vida a dois”. O batizo e sinal de Jesus, e vocação do matrimônio, torna-se identidade de Deus, não significam, contornos de desolação a tônica de reflexão, mais orientações formativas – Olhos de mundo e visão no mundo”, são distintos e diferentes. Discernir, a percepção de “erros de decisão” – Pressas e pressões sociais – econômicas e políticas introjetadas, interpretadas, também cômodas para muitos, caminhos fáceis e favoráveis, mais bem-vindas, essa e enganadoras optantes a erros discernidos, pois as características de futuro: Brilhantes, deliciosos de sucessos, encantadores e prósperos, sem harmonia, sem vindouros para compromissos Divinos – Um no outro(a), éticos e morais virtuosos, podem serem assim, e para não ter – se desenhos de tudo acabado e aderências de transtornos conflitos, estes, considerações, por trás significam, assim. Mas a vida, é linda e cheios de graças, namoro – “ Eu + Senhor+ você = Nós”, e não de objetivos de usar o outro(a), egoisticamente e individualistas, por figurações e antologias, e não formados entre si. Seguir em frente sem medos, e não com tristezas e desolações, o Senhorio, não projeta para nós. A oração e ouvidos em Deus, mais consolação. “ Matrimonio é uma questão de amor; só podem casar aqueles que se escolhem livremente e se amam, (Idem, 217)”

Retornamos a reflexão, porque tantos laços e alianças de matrimônio, quando discernimentos, muitos adultos e jovens, deixam-se iludir se aparentemente, pela beleza de um do outro(a), que na caminhada, revela-se, sem escuridão, mais claramente. Mais entornos vocacionais, outros que continuam, o profissional, encaminham formação Temáticos atualizações, aos novos Pós – graduações ou outras áreas disciplinares, para ampliam e visão, compreensão, por vezes exigidas, e cruciais também, a cada um(a), e aos dois em anelos em caminho e o “Apostolado – SER e firma-se no exercício das atividades em disponibilidades ao outro – Servindo -se no exercício profissional civis ou outros eixos, contínuas …contornos a formação continuam, cada dia, a dia a dia. E não se pode -se acomodar, para não abri se, dando brechas, as considerações de ultrapassados, pelas inovações de entornos e infecundos para adaptação delicados aos discernidos projetos científicos e tecnológicos aos profissionais com equidades, temos compromissos com o Evangelho que nos renova sempre, e servir e amar sempre, acolhidos e discernidos possíveis e não optantes. É importante, para si, e para o outra(o) planejamentos futuros de abertos em formação ao matrimônio sempre. Esses , o Senhor apresenta consolações, e as desolações não se mantêm, passam. As práticas farisaicas, de origem de linguagem e somente traduzem: “ Não dar mais….chegou ao finale, cada um siga seu destino…Cada um por si…” É triste desolantes, mais presente neste(a) vida, no social de nossas próximas relações e família sem Deus, e distante do mesmo. Lágrimas achegadas, mais, O Salvador e Jesus acolhem, aos que estão neste crucial conceitos de desconstrução de Família e casais com filhos(as), os braços do Senhor desejem e almejem por abrir ao coração e oração, pois as chagas, precisam serem curadas, Ele é a salvação, …tem outros que podem ajudar …profissionais de uma formação cristã, necessárias, para: Descaminhos de ausências de diálogos; Incompreensões, obscuras entre si, que as vezes os dois, não as veem e nem percebem, pelas mágoas, falta de perdão antes do sono a dois noturnos e descanso a dois…”Peça perdão, desculpes, antes do raiar do dia, vinda do sono, pois dormirem sem o sinal de batizo, e aliança, vencidos a tentações reino de abertura ao mal, que estabelecem, sem o diálogo de casais, e partilha de vida, [Papa Francisco, Sin. Exorta. Famílias, 2017]. Não é outras relações e segunda união a saída…discernimentos sem decisão para renovar o batismo de casados no amor, com apressados e inconscientes passos. Acalmar, silenciar e esperar a formação ao momentos que não chegaram, e alimentados no tempo que foram precisos destes, devido contornos as exigências do rigorosos das pressas e não do planejamento familiar, de construção de vidas [ Homem e Mulher – base em Deus], consequemente aos filhos contínuos, que necessitam da referência de país e matrimônio, “ O amor de amizade, chama-se caridade, quando capta e aprecia o valor sublime, que tem o outro…”Papa Francisco, 127, pp, 105, exorta A. laeli, 2018].

O amor, precisa ser alimentado, fecundado, e imprescindíveis, a nova Aliança. A segunda união para casais, são discernimentos justificados divinamente, e indissolúveis enlaços – Casamento sinalizados no rito consagrados um ao outro(a), de palavra e conhecimento passos e aliança de corpo e sangue anteriores, não são decisões pelos olhos, mais formados do porquê? É preciso ter formação a esse sinal, que profundo és, que aos se abriram, se assim forem alcançadas. Uma graça, alcançadas, louvores sejam, possíveis de firmes e fiéis no amor que cuida e zela… Cresce o outro(a) e a si mesmo e o matrimonio e família, é a proposta de Salvação, juntos aos reinos dos céus. Não impostas a situações circunstanciais individuais, casos, problemas e surgidas e oriundas individuais, sem sinais de amor e união e diálogos juntos, sem acaloradas chamas de desejos de dissoluções de comportamentos psicológicos para harmonias e equitativos de família, ensejos sociais civis, fecundos de acolhidas e escolhas ao matrimonio outrora, mais serem avivados divinamente. Respeito um ao outro (a), reavivamos o amor. Pós vindas a segunda União, não, mais discernimentos e convite do Senhor, voltai ao primeiro amor. Acreditem serem melhor caminho, o amor não acaba, renova-se, necessário e precisas . Às lagrimas, devidos ao pecado, escuridão, não podem assumir o lugar de Amor, compromisso em Deus ao recíproca mutuais. “ As vezes, os noivos não percebem o peso teológico e espiritual do consentimento, que ilumina o significado de todos os gestos sucessivos… E não podem ser seduzidas ao presente…Uma totalidade, até que a morte vos separe, (Idem, 212)”.

Confirmados, bases construídas a segunda união, a outro(a), exigem formação portanto Cristãs, não são passos de coisas aparentes e medidas por vezes somente consideradas caracteristicamente: Em comportamentos compatíveis estratégicos de união de contratos propícios e considerados ao: a) Contornos e caminhos diretos profissionais; b) Resoluções de problemas; c) Títulos; d) Contas e patrimônios de interesses; e) Família e imposições de interesses; f) Negócios e amizades apreciáveis; E, etc., De forma crítica, e olhos de fé, apenas para ficarem ligados, para proverem sinais aos discernimentos, aos que não sabem o que sejam “D, ao um lado e do outro” pois são essenciais tais sinais. Podem serem eixos de aproximações, tidas por destinos em conceitos sociais civis, mais os desenhos contínuos, podem serem discernidos porque, e não provocados e impostos…Perseguidos. Podem, ser consequências de paridades e anelos naturais das relações e comunicações, comportamentos profissionais, de uma espiritualidade e vivências. Creiam, a separação, não é o caminho…, escutar Jesus, dialogar e forma-se com outros, também ajudados e em Deus. O momento, é acolher o outro(a), e o processo de relação, para não saírem da salvação, provocado, por não guarda- se (Ambos), das armadilhas do mundo: Ciúmes, Cobiças; Adultérios; Seduções; Tentações; E inclinações das aparências …E outras. Muitos volta-se e percebem, os enganos do mundo, choram suas perdas, e decisões calouradas, e pressas, tudo passam, só Deus não passará. “ …Dois batizados consuma o matrimonio…, as palavras e gestos e fé, (Idem 213)”

Dissoluções de matrimônio e casais, que não se abrem a cura, libertação, compressões, perdão e amor do amor, somente entornam a 2ª união, num piscar de olhos, e paixões, tristes para irmãos(as), primeiro chamado divino. Forma-se…Uni-vos nas mutualidades com Jesus, que 2ª união, 3ª , 4ª e últimas uniões até que a morte, os separe-se , assim abertos, espontaneamente e livres para abraçar ao matrimônio de vidas. O convite – Bem vindos todos”, na construção de uma nova família, e duas vidas. Jesus, na cruz, expiou – Nos e ressuscitou e ergue – nos, na comunhão de ressureição, a Divina salvação, sempre presente, nunca ilusória, e infecunda. De forma a partilhar, em contextos a formação de adultos e jovens filhos(a) testemunhos. Vemos que tantos, sim, infelizmente, de jovens. Presenciamos tantos sim, que concretizaram -se e alinhados, pelo amor de Deus, pela escolha e acolhidos, a uma só carne! Que sonhos ilusórios e oportunos acenderam enganos, de seduções com inúmeras tentações. Em bases imagináveis de desejos provocantes, e insinuações, que impressionam e vislumbram, que ferem o vinho que é o sangue de Jesus, e o corpo do Senhor, mitigam as feridas abertas da dor (Pão). E sonhos que acendem um desejo, fazer o outro(a), acolhidos no amor, e encontrar, o verdadeiro e infinito amais -Vos. És que já és…a caridade . “ Os esposos que se amam e se pertencem… franquezas e erros…,(Idem, 213)”.

Para as vendas de olhos de esposos e esposas, pois turvos, e muitas vezes, pelo pecado das ilusões, ou sonhos das paixões, ferem o Corpo místico de Cristãos, e filhos(as), identidade de Deus, e humanidade de Cristã. Retornar ao primeiro amor! “Es a 2ª união: Deixei – Vos, que a graça, reavivem, a chama, e ao fogo da vida, de evangelho, nossa Páscoa – Ressuscitados. Portanto, Deus e casais, a segunda União, é retorno, aos ensejos, danificados, pelas ofensas, negações de compressões, faltas de diálogos, contornos recíprocos dos laços fecundos do sexo de ambos inteiros e cheios sublimes, enlaçados de escolhas. Caminhos, por dar-se, de proteção, compreensão, lembranças, infâncias dos inícios, adolescências de descaminhos, e afirmações aos poucos nos comportamentos das descobertas, de um e do outro (a); maturidade e segurança de família, que firmes de amor, em caminho , é Salvação. E enfim, e prepara-se para contrição da sabedoria, em Deus e no amor, conhecimentos da natureza e amadurecimentos do mistério em Deus. A família, até que faça a eternidade, Jesus, Reino eterno. ” Um amor frágil, ou enfermiço, incapaz de aceitar o matrimônio como um desafio que exige lutar, renascer, reinventar-se e recomeçar sempre de novo até a morte…(Idem, 123)”.

“Os caminhos dom matrimônio, nos formam, vivências dos desenhados aos convívios com esperanças e fé, que nunca se apagam -se, vocacionados para eternidade. Consagrados acompanhados, testemunhados , não descrentes, e aflitos, apagados na escuridão, Jesus se faz luz, a força da claridade divina, a sombra da morte não jamais, plenos de amor. Portanto, as segundas uniões, significam, permanecer um do outro(a) e família – Plano de salvação, renovados e batizados, no Espírito Santo. Aos poemas de Cânticos dos cânticos são sublimes, o Papa Francisco, forma as famílias Cristãs, sinodal, e documenta, por sinais a orientar, a exortação, de hino á caridade em São Paulo, por uma bússola:

“ O amor, é paciente,
É benfazejo,
não é invejoso,
não é presunçoso
Nem se incha de orgulho,
nada faz nada de vergonhoso,
Não é interesseiro,
Não se encoleriza,
Nem leva em conta o mal sofrido;
Não se alegra com a injustiça,
Não fica alegre com a verdade.
Ele desculpa tudo,
Crê tudo, suporta tudo, (I CO 13, 4-7) .

“A graça do Senhor, e nossa Senhora das graças, no manto Sagrado, de bênçãos…Ave cheia …”

Referência

1. Papa Francisco, (2018). Exortação Apostólica Pós sinodal – Amoris laetitia: Sobre o amor na Família, 202, Paulinas, MGO, São Paulo.

[Colóquio: Escolhas e acolhidas ao amor! Es que o Espírito do Senhor, Jesus reaviva e batiza – Pai, Filho e Espírito . “Batizai ao Santo nome do Senhor!”. Jusenildes dos Santos. University Europeia Atlantic – Ibero americana. TI. Teologia e política – FCP, 2019.]

IA – Inteligência Artificial: hiper desafios criart´s e organizacionais hiper Big dates Parâmetros : SLOIA – Latino-americano Organizacional Inteligência Artificial “Uma leitura perspectiva em tópicos TICs”