A tempos para graças Divinas: Deixai – vos as esperas no Senhor!

“Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados, (M t 11, 28)”

A tempo para tudo… Podemos segundo a antológica força, apercebermos que a vida faz se antítese e síntese na vida cotidiana:
_ Ri e chorar;
Chorar e alegra – se;
Nascer e morrer;
Refazer ou destituir;
Construir e destruir;
Unir e desunir…

A vida cotidiana, estabelecem a plena saciamos – nos no amor gratuito logo de início em possíveis manhãs, perceber – se de alegrias, e prestar expectativas de esperas solicitar vindouras sempre. Essa assim com confiança rendemos confiança futuro e presença absolvidos e outorgados no amor leve e suavemente.
Na verdade não sabemos esperar e ficamos nas esperas. Não evangelização apressa – se para tudo e para a coisas aspectos psicológicos e comportamentais diversos, pela ausências de formação humanas e evangelização. E não se sabe esperar . E ficar a espera vigilantes, com sabedoria, buscar usufruir livremente o momento e as dádivas, que com discernimento sempre favoráveis para todos, e nunca egoísta. O que ainda não és adequados expectativamente: “ Estais o que existe, já havia existido; o que existirá, já existe, e Deus procura o que desaparecem, (Ecle.3, 15)”.
Ao Senhor tudo!
Mesmo os jovens se cansam e se esgotam; afirmam e exortam Isaías,(Is.40, 30-1) , pois a palavra entornar que ante mais moços vivem a tropeçar mas os que põem a sua esperança em Deus, renovam as forças, abrem asas como ás águias, correm e não se cansam, nem esgotam se , caminhos e não se cansam jamais. A espera vigilantes de orações ativas de mãos dadas, com o porvir no Senhor, o que ainda não estais preparado, mais se preparando, prontamente ao nosso alcance…Não ficar esperando o maná cair do céu, inesperado, mais aguardando a cronológicos e a tempos, na medida divina, que virá, assim servi nos de suas graças e dádivas, atribuídas a divindade divina de Deus, enquanto criaturas, e Criador, pois a Deus: Onisciência, onipresença e gratuidade.
O Senhor prepara tudo, a seu tempo. Portanto não devemos buscarmos de fardos pescador, mais leves, preparando – nos, tudo entre nós. A medida, que apressamos, iremos disputar aos apelos urgentes da vontade humana. Ingressando nos contratantes embates egressos e retirantes insistentes e persistentes e não no porvir vindouros. A permissão divina e preparados e formados conscientes humanas. A tempo para tudo, veredas de espera e atropelos com barreiras, que custamos , apercebermos e para que combates, vençam aos fardos leves e suaves, profundamente cada vez mais mansos. Aos discernimentos divinos, e humanos se harmonizam, e possamos escolhermos e acolher aos olhos da fé num Deus, e não somente do mundo, formados no mundo, divinos.
Temos dúvidas de que somos de Deus, vivendo no mundo, estando dentro do mundo, com irmãos e irmãs e sendo criaturas com outras criaturas racionais e irracionais, E outros seres visíveis e invisíveis do Criador. Somos do Senhor! E neste existe temos que aprendermos, que esses fardos, pela concepção de Evangelho e antologias pedagógicas de Jesus, em suas explicações apostólica de ensino, entornar sabedoria, de vida, percepção de que com tempo e A compreensão e entendimento, levem e suavemente preparados e corações contritos, perante os dons divinos e talentos aperfeiçoados e divinizando-se. Discernir dócil, iluminados e nutridos de encantos da sublimidade de senhorios. Estejamos atentos que não significa fazemos a vontade puramente de outros, para estamos bem com todos, perante Evangelho, sendo Sal e Luz. Como velas, a iluminar, os caminhos do Senhor. Penetrar, com amor, e amor também gratuito.
A sabedoria de muitos, ensina as concorrências para tudo, o corre corre nas demandas econômicas e de trabalho, que precisamos também de cautelas experientes: a) De tempos decisões; b) Tempos permissões; c) Tempos de planejamentos; d) Tempos de execuções, e etc.
A exortação da palavra ensinada, apresenta contextos em formatos de complexidade, com terminologias aplicadas de forma ontológica semânticas em tempos e duração em Projeção de Isaías e Evangelistas, a exemplo: Matheus sentido figurado, com parábolas para melhor aplicar a vida cotidianas e entendimento individual, a cada um, preferível a couber e discernir se. Por pesados os fardos, iremos observar julgo pesados, E cheios se enganos, de imediatismo, assim iremos desistir , pelos fins enganosos, aparentes compreendidos, desejos tentadores, e outros: a) Tentadores ; b) Inclinados e ardentemente aos impulsos humanos não conscientes; Delícias passageiras e sabores ardentes; Seduzidos em climas de seduções e induções; Climas de sonhos, castelos empolgantes; É vínculos de calorosos de desejos e ambições de algo, coisas; Pulsos de olhos imperiosamente atraídos e imaginados; Ilusórios de entornantes mundanos; Ludibriados por não tão distante, mais possível; Apostantes pelas reduzidas da espera. e presente, apressados passos, e podemos corromper nossa alma e vida, porque não pagamos para saber como será o momento, sem pressas, mais na pressa a tempo, no tempo. Os entornos práticos iludem muito, pois temos que a percebermos: Discernimentos visíveis e invisíveis aos olhos e a compreensão.


Espera no Senhor, aguardar no Senhor

Sempre. “ Pois o meu julgo é suave e o meu fardo é leve,( MT 11, 30)”. Paresia, vêm Senhor Jesus, a palavra também aborda de tempos vindouros, de longínquos e curtos aos momentos da eternidade, melhores que presente e distante de dores e sofrimentos humanos, que por vezes acorreram e amarram vidas, que podem trazer sofrimentos e grandes fardos difíceis de postergarem e carregar ou melhor caminhar.
“És que tudo passa.

Nossa Senhora da graça, rogai por nós e dai -nos as graças!

  • [Reflexão: Santos, Jusenildes.,(2019).Tempos para graça divinas: Deixai as esperas no Senhor! University Europeia Atlantic . Ibero-americana . TIC – projetos. Teologia e politica – FCP. Docência pratica, 2019]

Publicado por

jusenildes

Pesquisadora Ciência da Informação - TIC digital Aprendizagem e conhecimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s