Eixos conexos e desconexos para questão: Insegurança alimentar – políticas sócio econômicos e cultural em P-PP “Uma reflexão em QQ”

cropped-downloade.jpg

Fonte: Imagem capturada em acampamento bolsão

I – Introdução

Princípios fundamentais epistemológicos e terminológicos de áreas de pesquisas SSAN, em tarefas de buscas em resultados, com prospectos de recuperação de dados em: a) Objeto de estudo investigativo; b) Temática investigativa; c) Questões de pesquisa; d) E etc. Com bases centrais em: Aplicação de questionário/ clientelas; E entrevistas e etc., em síntese QQ – Qualidade e quantitativo de sondagens em trabalhos de pesquisa em projetos X e ou Y em pesquisa científica para todos e seus resultantes. Em suas bases de instalações de trabalho investigativos, poucos em percentuais de 1%, têm retornos de resultados para suas clientelas para outros trajetos: 1) Apresentar dados; 2) Discutir; 3) Apresentar estudos aplicados aos déficits.

2.0. Clientelas e diagnósticos – Escala de Grupo
2.1. Apresentação de dados – Clientelas

Acender oportunidades de pesquisas sondagens – Metodologias em fusos Q Q de recuperações de informação de objetos de estudos e investigações peculiares em eixos de hipóteses de resultados e conclusões; determinados casos, a clientela necessita conhecer estudos, E acessar informações: Processo até conhecimento e aprendizagem para sanar seus problemas e acessar possíveis e caminhos de soluções.

2.2. Dialética discursiva de dados recuperados – Clientela

Acessos de informações de determinadas informações que são essenciais e prioritárias, portanto importantes, sendo imprescindíveis e básicas. Neste consideramos essencial, para clientela conhecer e aprendes tônicas científicas básicas de estudos e investigações de cientistas – pesquisadores, que seus problemas, em passes pessoais, em conjunto de outros(a), são cruciais e essenciais para solucionar barreiras e impedimentos de normais considerações em saúde, médicas e nutricional – SSAN que todos se inserem.

2.3. Apresentação de estudos aplicáveis por déficits

Bases essenciais “QQ” centraliza em dados afirmativas ou negativos para hipóteses: Quantitativos e Qualitativos em objetivos e específicos, E em resultantes conclusivos de dados, que analisado sobrevém – Saldo positivos otimizantes e sem déficits a serem trabalhados posteriores em suas bases assistidas – Clientela e objeto. Dados de acessos possíveis de compreensão numa linguagem de conhecimento e aprendizagem acessível, em seus déficits, a clientela, deverá ter acesso, em síntese de acesso, e inserindo objeto a caminho.

2.4. Continuidade de acesso “QQ” – Projetos pós- clientelas e comunidades em resultados e diagnósticos de dados – Linha de concentração

QQ – Quantitativos de dados em hipóteses – Perguntas, pontos, dados numéricos quantativos do objeto – Comparativos, análises, e conclusões;
QQ – Qualitativos – Números de dados em otimizações do objeto. Aplicações e achados de possíveis acesso de dados – Clientela de conhecer e aprender porquê e para quê continuar as margens.

Conclusão

Considerações que disseminar dados de estudos investigativos em projetos: QQ de sondagens, em bases imprescindíveis de conceitos epistemológicos e terminológicos de produção científica do pesquisador em recurso informacional com fonte de registro acessível: a) Registro de produção científica – Pesquisador; b)Submeter orientados e analistas básicos para otimização a caminho; c) Disseminar resultantes e objeto conceitual à comunidade acadêmica científica; d) Disseminar e apresentar para clientela e trabalhar dados déficits X ou Y, em margens em discutir de soluções e acender com seus pesquisadores. Estes nichos sobrevém os aspectos: a) Nichos científicos – Orientações; b) Pedagogias diretivas para aplicações; c) Métodos a serem aplicados, e etc. Em síntese as conclusões substancia para caminhos de otimização das produções científicas, encontrarem suas bases e soluções e aprofundamento de objetos de estudos – Aprendizagem e conhecimentos, por antítese.

Referências bibliográficas

1. ENPSSAN. (2019). Eixos conexos e desconexos para questão: Insegurança alimentar- Políticas sócio econômicos e cultural P – PP: Uma reflexão em QQ. ENPSSAN 2019 de 09 de setembro a 13 de 2019, UFG – PENSSAN, Goiânia, 2019.

[Reflexão: Santos, Jusenildes, (2019). Eixos conexos e desconexos para questão: Insegurança alimentar – Políticas sócio econômicos e cultural P- PP: Uma reflexão em QQ. ENPSSAN 2019, de 09 a 13 de setembro de 2019, UFG em Goiânia. PENSSAN. University Europeia Atlantic – Ibero-americana BR. TICs – Projetos, Docência prática. Teologia e política- FCP, Goiânia, 2019[Grupo de trabalho – GT].

G T s – Grupos de trabalho SSAN. Constructos temáticos aplicada da metodologia. Sistemática câmara de estudos: bases intrínsecas em aprendizagem e conhecimento

 

I – Introdução


O grupo de trabalho por dinâmica de estudos temáticos, consolidou nos a realização planejados com políticas de gestão ativa em ENPSSAN, paulatinamente o evento com sede por regiao6, de 2 a 2 anos, funciona em infraestrutras de Universidades federais e influências de organização com a PENSSAN e sua gerência executiva em trinta e três postos ativos por grupo 3xtensicos de coordenações de 5 sistemas executantes coordenados, presidência diretiva, em linhas de ações diretivas estratégicas, de membros acadêmicos universitários e membros de internas e externas acadêmicas, a nível de agendas ONU – FAO- OMS, secretária internacional e conselhos – CONSEAS membros desarticuladas instituída orgânica junto a secretaria de gabinete civil governamental, E regionais de Estados do Brasil. Trataremos linhas de senhas de ocorrências efetivadas com evidências e presença de seus grupos de estudos.


2.0. Tendências inovativas


Temáticas de grupos, em ENPSSAN a cada formação coordenada abrangem por espaços de ambientes por Câmara de estudos, agregando docência coordenadas com categoria de projeto por subgrupos subtemáticos de agregadores de pensamento de conhecimento e disciplinares de áreas acadêmicas centrais e férias, e específicas, num linha de abordagem temático GTs, e inovativas discernidos, em suas instâncias possíveis, na dinâmica inscrição temáticos e selecionados, segundo ao tema de evento planejados, para responder: Ao tema e junto ao mesmo as questões e problematização de aspectos sócio político em PP – SSAN, dar respostas possíveis, em todo trabalho de grupo académico un8versitario e profissional, em cunho científico de seus projetos de práxis e filosofias empíricas de apresentação a academias de estudos, abertas – GTs.


2.1.Estratégias de discussão e estudos


GT1 –DHAA
G2 – Produtos sustentáveis e processamento de trabalho dos alimentos
G3 – Abastecimento e consumo AS
G4 – Efeitos IAN
G5 – Comida e cultura
G6 – A construção da pesquisa SAN


2.3. Linhas e pontos ênfases e tônicas para regimentos GT


2.3.1. Observatório políticas públicas SSAN e sua reconstrução e construção;


2.3.2. Construir conhecimento de saberes problemáticas com transversais – SSAN e outros;


2.3.3. Territórios nacional alternativos; Opcionais; Institucionais espaços de comunicação déficit e resistências SSAN;


2.3.4.Experiências; Territórios em conflitos em conflitos da paz em terras indígenas.


2.4. Concentrações chaves – Políticas públicas


2.4.1. Política


• Projeto governamental SSAN em conselho cívil
• Paralelas acadêmicas científicas institucionais universitárias
• Individuais e ONGs
• PENSSAN
• E outras.


2.5. Metodologias e aplicações – Projetos


2.5.1. Metodologias acadêmicas científicas e suas dinâmicas de estudos:


• Linha planejadas-Executados;
• Planejamento políticas de regimentos e parâmetros;
• Recebimento inscrição – Projetos temáticos;
• Sistematização;
• Divulgação de programação ENPSSAN – Evento.


2.6. Formato GT- Eixos- Dinâmicas


2.6.1. Grupos de trabalhos


• 1 A 6 – Básicos
• Conselho constitutivos e eixos paralelos diretivos executivos e GT6.


2.7. PENSSAN – GT


2.7.1. Rede PENSSAN – Base executiva coordenada das ações ativas. E os GTs


• Centros regionais – Norte – Nordeste – Sul – Sudeste – Centro-oeste
• Base executiva – PENSSAN


2.8. Avanços rede de informação – ENPSSAN


• Produções científicas e disseminações em recursos;
• Sincronia de informações;
• PENSSAN – Nova estruturação renovada com dispositivos inovados;
• Rede aberta e interdisciplinar e eixos;
• Plataformas.


2.9. Desconstrução – PP e Consequências
A perspectiva diretivas descontraídas em PP, trata-se caminhos em PENSSAN conexos intrínsecos.


• Contribuição e compromisso – Rede como ponto – chave considerando seus eixos se aberturas executivas e caminhos, linhas planejadas por SSAN – ENPSSAN – PENSSAN;
• GT6;
• Discussões e colaborações científicas de pesquisadores;
• Estudos, Experiências; Pesquisas; Políticas públicos institucionais e acadêmicas difundidos em ENPSSAN executiva – Evento de Goiânia 2019.


2.10. Perspectivas PENSSAN


• Otimização SSAN;
• SAN;
• DHAA;
• CONSEA;
• Reconstruir espaços PP – BR SSAN – Academias e observatórios SSAN.


Conclusão


Referência bibliográficas


1. ENPSSAN, ( 2019). GTs – Grupos de trabalho SSAN – Constructos temáticos aplicada da metodologia. Sistemática Câmara de estudos: Bases intrínseca em aprendizagem e conhecimento. XIV Encontro Nacional de pesquisadores Segurança Saúde Adequadamente nutricional, de 09 a 14 de setembro de 2019, UFG. PENSAN, Goiânia 2019.


[Ensaio: ENPSSAN, (2019). GTs – Grupos de trabalho SSAN – Constructos temáticos aplicada da metodologia. Sistemática Câmara de estudos: Bases intrínsecas em aprendizagem e conhecimento. Jusenildes dos Santos. TICs – Projetos. University Europeia Atlantic . Ibero americana. Teologia e política- FCP. Docência prática. XIV Encontro Nacional de pesquisadores em Segurança de Saúde Adequadamente e Nutricional, de 09 a 14 de Setembro, 2019, UFG, Goiânia. PENSSAN, 2019.]